UOL Notícias Notícias
 

01/02/2007 - 20h51

Plantações de maconha são destruídos perto da fronteira com o Brasil

Assunção, 1 fev (EFE).- Agentes antidrogas do Paraguai destruíram hoje 38 hectares de cultivos de maconha na segunda operação de erradicação de plantações ilícitas que é promovida este ano na região nordeste do país, fronteiriça com o Brasil.

A Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) disse que seus agentes, com ajuda de um helicóptero das Forças Armadas, desenvolvem a operação "Ype Hú 2007" na reserva florestal do Mbaracayú, no departamento de Canindeyú, limite com o estado de Mato Grosso.

A Senad destacou em comunicado que a operação, que começou hoje, terá uma duração total de oito dias.

Além disso, os agentes destruíram quatro acampamentos utilizados pelos cultivadores para o processamento da maconha.

Na primeira operação realizada pela Senad, no início deste ano, os agentes destruíram 296 hectares de maconha.

Nas zonas de densa vegetação do departamento de Canindeyú e do vizinho Amambay, também fronteiriço com o Brasil, se concentram as plantações de maconha que abastecem em grande parte os mercados brasileiro, argentino e chileno.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host