UOL Notícias Notícias
 

15/02/2007 - 01h49

Oposicionista critica debate sobre fórmula de voto na Bolívia

La Paz, 14 fev (EFE).- O debate sobre a fórmula de voto que já dura três meses na Assembléia Constituinte da Bolívia é uma perda de tempo, disse nesta quarta-feira Jorge Lazarte, eleito pela União Nacional (UN), de centro.

O constituinte denunciou que, após a sessão plenária de terça-feira, continua em vigor o polêmico artigo sobre o sistema de voto aprovado em novembro de 2006 e que não satisfaz nenhuma das bancadas da Assembléia.

"Estamos pior que antes, porque estamos perdendo o tempo", disse Lazarte à Efe.

Na terça-feira, a Constituinte voltou a fracassar na tentativa de mudar a fórmula de voto para aprovar a futura Constituição boliviana.

Para o parlamentar da UN, o artigo da discórdia deve ser substituído porque não tem "viabilidade política nem jurídica". Mas em três meses de debates ainda não se chegou a um consenso.

A oposição, liderada pela aliança conservadora Poder Democrático e Social (Podemos), do ex-presidente Jorge Quiroga, insiste que o Movimento ao Socialismo (MAS) do presidente Evo Morales deve cumprir a lei para que o novo texto seja aprovado por dois terços (170 de 255 votos).

Segundo Lazarte, a proposta apresentada esta terça-feira pelo MAS "se aproximava" do pedido da oposição, mas não cumpria alguns requisitos legais e, além disso, ignorava alguns direitos das minorias.

A presidente da Assembléia, Silvia Lazarte, deu por encerrado o assunto e manteve o sistema de maioria absoluta (128 votos).

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h29

    0,80
    3,153
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h31

    -1,10
    74.561,37
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host