UOL Notícias Notícias
 

17/02/2007 - 18h33

Senado dos EUA bloqueia moção de condenação à estratégia no Iraque

Washington, 17 fev (EFE) - O Senado dos Estados Unidos bloqueou hoje uma moção não vinculativa de condenação à nova estratégia para o Iraque do presidente George W. Bush, após os democratas não terem obtido os 60 votos necessários para submetê-la a debate.

O bloqueio da proposta, cuja discussão obteve 56 votos a favor e 34 contra, aconteceu um dia após a Câmara de Representantes aprovar, por 246 a 182, uma resolução similar de condenação ao envio de 21.500 soldados adicionais ao Iraque.

É a segunda vez em 15 dias que a câmara alta rejeita debater e votar a moção, que critica o aumento do número de tropas americanas posicionadas em território iraquiano.

Pelas normas do Senado, os legisladores deveriam dizer, primeiramente, se aceitavam um debate sobre a moção, para o qual eram necessários pelo menos 60 votos favoráveis.

Por não ter alcançado este número, a proposta não foi submetida a debate e, portanto, não chegou a ser votada. Na ocasião, sete senadores republicanos se posicionaram ao lado da maioria democrata.

Há duas semanas, os democratas haviam conseguido 49 votos, 11 a menos que os necessários para desbloquear a moção.

A votação no Senado coincide com uma visita da secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, a Bagdá.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h19

    0,27
    3,274
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h28

    -0,74
    63.613,69
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host