UOL Notícias Notícias
 

20/02/2007 - 02h17

Humala pede investigação de suposta "inação" de Alan García

Lima, 19 fev (EFE).- O líder do Partido Nacionalista Peruano (PNP), Ollanta Humala, afirmou hoje que sua bancada parlamentar pedirá uma investigação sobre o presidente do Peru, Alan García, por uma suposta "inação cúmplice" em relação às divergências sobre as fronteiras com o Chile.

Humala disse aos jornalistas que a investigação deverá determinar se García dever ser acusado constitucionalmente. Ele denunciou que algumas autoridades chilenas afirmaram que o governante se comprometeu a não manter as exigências peruanas de fixar uma delimitação marítima bilateral.

Humala acrescentou que o Congresso peruano deve ver o tema como parte da política de defesa nacional e iniciar imediatamente a investigação. "Temos um presidente que não está defendendo os interesses da nação", acusou.

O presidente do Conselho de Ministros, Jorge del Castillo, comentou que Humala foi "altamente irresponsável" com sua solicitação. Ele acusou o líder nacionalista de tentar "obter vantagens da política internacional do Peru".

O Peru sustenta que os limites marítimos entre os dois países ainda devem ser fixados. Para o Chile, eles foram estabelecidos durante a década de 1950, em dois acordos que, segundo os peruanos, só se referem à pesca.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h40

    0,55
    3,275
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h42

    -1,75
    61.545,65
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host