UOL Notícias Notícias
 

14/03/2007 - 11h06

Israel admite que 131 assentamentos na Cisjordânia estão em terra particular

Jerusalém, 14 mar (EFE).- Israel reconheceu que 131 assentamentos na Cisjordânia estão situados completa ou parcialmente em território considerado particular, embora não tenha admitido que são terras palestinas, enquanto apenas 31 estão totalmente fora, segundo o mapa de um órgão governamental israelense.

Este número significa que 32,4% do território ocupado por assentamentos israelenses na Cisjordânia ficam nessas terras particulares, conforme o mapa.

A agência que administra os assentamentos, a Administração Civil de Israel, entregou esse documento por ordem judicial à associação pacifista israelense Paz Agora, que faz uma análise em comunicado divulgado hoje.

O mapa oficial israelense apenas diferencia entre "terra privada" e "outra terra" - sem especificar se o proprietário é israelense ou palestino -, ao contrário de um relatório da Paz Agora publicado há cinco meses, com dados oficiais israelenses de 2004.

O relatório de 2004 mostrava que apenas 1,26% dos assentamentos estavam em terra privada de judeus, por isso, "todos os indícios indicavam que a maioria da terra marcada como privada (no novo mapa) é, de fato, terra privada palestina", afirma a Paz Agora.

A polêmica do assunto é que Israel sempre disse respeitar a propriedade privada palestina na Cisjordânia, e defende que todos os assentamentos ali são legais e estão em terras privadas de judeus.

Independente desta precisão, os dados do mapa oficial e do relatório da ONG coincidem quase totalmente, exceto no caso do assentamento de Ma'aleh Adumim, no qual a porcentagem de terras privadas varia de 86,4%, segundo a Paz Agora, a 0,54%, segundo a Administração Civil.

O mapa não inclui Jerusalém Oriental, anexado por Israel após a Guerra dos Seis Dias de 1967 e que a ONU considera território ocupado.

"Ao contrário de sua postura oficial e contrariando seu compromisso diante da Corte Suprema (que em sua sentença do caso Alon Moreh, em 1979 considerou ilegal comprar terra privada para estabelecer assentamentos), o Estado de Israel continua estabelecendo assentamentos em propriedade privada palestina", conclui a organização pacifista.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host