UOL Notícias Notícias
 

17/03/2007 - 06h36

Oposicionista filipino é detido após mais de uma semana foragido

Manila, 17 mar (EFE).- O líder de oposição filipino Satur Ocampo, que estava foragido desde a semana passada, quando foi emitida uma ordem para sua detenção, se apresentou à Corte Suprema para pedir a revogação da medida e foi detido, informou hoje a imprensa filipina.

Após oito dias em local desconhecido, Ocampo reapareceu ontem à tarde na sede do alto tribunal filipino para solicitar uma revisão do seu caso. Pouco depois foi detido pela Polícia, segundo o site do jornal "The Philippine Daily Inquirer".

Quase 100 ativistas do Bayan Muna (Povo Primeiro), partido político do congressista, protestaram contra a detenção. O parlamentar falou brevemente à imprensa, aproveitando para denunciar a campanha de intimidação contra a oposição e insistir que é inocente dos crimes de que foi acusado.

Um juiz filipino ordenou na semana passada a detenção de Ocampo, alegando a sua suposta relação com crimes cometidos pela guerrilha comunista durante a ditadura de Ferdinand Marcos (1965-1986). O político argumenta que, na época, estava preso pelo regime.

Ocampo apareceu na quinta-feira em dois vídeos no site "YouTube", denunciando a perseguição política que vive nas Filipinas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host