UOL Notícias Notícias
 

28/03/2007 - 23h22

Ator de "Chaves" critica descriminalização do aborto no México

México, 28 mar (EFE).- O humorista mexicano Roberto Gómez Bolaños, conhecido como Chespirito, entrou na polêmica sobre o aborto no México, gravando uma mensagem de televisão contra a interrupção da gravidez.

A mensagem de Chespirito, conhecido pelos personagens "Chaves" e "Chapolin", foi transmitida na noite de terça-feira pela rede Televisa.

A sociedade mexicana discute hoje um projeto em debate no Congresso da capital para descriminalizar o aborto.

"Olá, sou seu amigo Chespirito. Quando eu estava no ventre da minha mãe, ela sofreu um acidente e ficou à beira da morte. O médico disse: 'você terá que abortar'. E ela respondeu: 'abortar, jamais'.

Ou seja, defendeu a minha vida, e graças a isso estou aqui", disse Chespirito na mensagem, reproduzida hoje num noticiário da rede "W-Rádio".

No domingo, grupos antiabortistas se manifestaram nas ruas da Cidade do México para protestar contra a iniciativa de legisladores esquerdistas, que propõem a descriminalização total. Atualmente o aborto só é permitido nos casos de risco de vida para a mãe, quando a gravidez é conseqüência de estupro ou se o feto apresenta má-formação.

O prefeito da capital, Marcelo Ebrard, avisou que sancionará a lei, caso seja aprovada.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host