UOL Notícias Notícias
 

01/04/2007 - 12h59

Diplomacia parece ter ganhado mais espaço na crise entre Irã e Reino Unido

Javier García Teerã, 1 abr (EFE) - Um pequeno resquício de diplomacia pode ter aparecido hoje na crise entre Reino Unido e Irã devido à detenção de militares britânicos por Teerã, apesar de o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, ter aproveitado o aniversário de criação da República Islâmica para criticar "os poderes arrogantes que desaparecerão como bolhas na água".

Apesar das palavras do presidente iraniano, que Londres considera ter como destino os próprios iranianos, os dois países diminuíram o tom em suas posições frente à crise, e parecem ter encontrado uma via de comunicação através da troca de mensagens diplomáticas.

O porta-voz do Ministério de Exteriores iraniano, Mohammad Ali Hosseini, disse que a resposta por escrito do Reino Unido ao protesto oficial do Governo iraniano enviado à Embaixada britânica em Teerã tem "vários pontos que podem ser considerados".

Na quinta-feira, o Governo iraniano enviou uma carta em tom conciliatório ao embaixador britânico em Teerã, Geoffrey Adams.

O documento protestava contra a "entrada ilegal" dos militares da Marinha britânica em águas jurisdicionais do Irã, descrevia os detalhes da detenção e pedia garantias a Londres para evitar a repetição do que Teerã considera violações de soberania.

"Esperamos que o Governo britânico corrija seu comportamento e reaja de forma equilibrada e transparente dentro das legítimas e lógicas reivindicações do Irã", disse Hosseini sobre a resposta de Londres à carta de Teerã.

Apesar de o Reino Unido negar-se a pedir desculpas pela suposta invasão das águas iranianas, o país parece disposto a oferecer garantias de que isso não voltará a acontecer no futuro, brecha que poderia abrir espaço para a via diplomática.

No entanto, tudo isso não impediu que o presidente iraniano, em visita às províncias do sudoeste do país mais afetadas pela guerra contra o Iraque (1980-1988), comemorasse hoje o aniversário de fundação da República Islâmica proclamando que os "poderes arrogantes desaparecerão como bolhas na água".

Em discurso feito em Mishadagh, na província do Khuzestão - centro da resistência iraniana na guerra contra o Iraque -, Ahmadinejad disse que "os mártires iranianos continuarão o caminho para a glória demarcado pelos profetas" e pediu que a juventude "vá pelo caminho da espiritualidade".

Para os moradores locais, o líder iraniano disse que 1º de abril - data na qual foi aprovada em plebiscito a criação da República Islâmica, em 1979 - é um dia "favorável", e destacou que marca o dia em que "nasceu há 28 anos" o Estado atual.

"A nação iraniana fez a histórica e decisiva escolha de votar pelo estabelecimento do sistema da República Islâmica no país, abrindo o caminho para um futuro glorioso para eles mesmos e, esperamos, para o mundo inteiro", disse o presidente iraniano.

Enquanto isso, cerca de 200 estudantes fundamentalistas islâmicos concentraram-se hoje em frente à embaixada britânica em Teerã, gritando palavras de ordem contra o Reino Unido e atirando pedras e explosivos no prédio.

Os estudantes "basijis" (milícias dos Guardiães da Revolução) exigiam que os 15 militares britânicos fossem processados e exibiam cartazes criticando a União Européia e a ONU.

Além disso, os manifestantes gritaram palavras de ordem como "morte aos Estados Unidos", "morte a Israel" e "morte à Inglaterra".

No entanto, ao tentarem se aproximar da sede da embaixada, foram contidos pela Polícia Iraniana, que isolou o local.

Tambem hoje, o Irã denunciou que dois aviões americanos violaram no sábado o espaço aéreo do país ao noroeste da cidade de Abadan, na província do Khuzestão, às margens do canal de Shaat al-Arab, que delimita a fronteira com o Iraque.

Segundo o coronel Aqili, comandante dos Guardiães da Revolução na localidade, as duas aeronaves dos Estados Unidos entraram no espaço aéreo iraniano pelo noroeste de Abadan e saíram pelo sudoeste da cidade.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host