UOL Notícias Notícias
 

15/04/2007 - 19h22

Mesas eleitorais fecham no Equador após consulta sobre Constituinte

Quito, 15 abr (EFE).- As mesas eleitorais fecharam suas portas às 17h (19h de Brasília) de hoje no Equador, após finalizar a consulta popular sobre a instalação de uma Assembléia Constituinte de plenos poderes para redigir uma nova Carta Magna.

O dia de votação transcorreu com normalidade, segundo o presidente do Tribunal Supremo Eleitoral (TSE), Jorge Acosta, e sem notícias sobre grandes incidentes.

Os mais freqüentes aconteceram por causa do atraso na instalação de muitas mesas de votação em todo o país, devido à ausência dos responsáveis pelas juntas eleitorais, que foram substituídos pelos primeiros cidadãos que apareceram para votar.

Um total de 9.188.884 equatorianos foram convocados a se pronunciar na consulta estimulada pelo presidente equatoriano, Rafael Correa, votando em 36.873 juntas eleitorais nas 22 províncias do país.

A Polícia informou que 1.338 pessoas foram detidas por violar a "lei seca", que proíbe a venda e consumo de bebidas alcoólicas no período eleitoral.

A organização Participação Cidadã, autorizada a vigiar o processo, indicou que foram detectados poucos problemas, em um primeiro relatório sobre as votações após as observações realizadas durante a manhã.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host