UOL Notícias Notícias
 

19/05/2007 - 14h16

Homossexuais e lésbicas fazem parada pelas ruas de Varsóvia

Varsóvia, 19 mai (EFE).- Mais de cinco mil pessoas, segundo os organizadores, participaram hoje da Parada da Igualdade, realizada na capital polonesa pelos movimentos de homossexuais e lésbicas, e grupos da esquerda democrática.

O presidente dos grupos de homossexuais, Robert Biedron, disse, na abertura da marcha, que esta se desenvolveu sob o lema "Amor ao próximo", "Não ao fascismo" e "O nacionalismo é uma doença", e foi uma manifestação de apoio "não só para as minorias homossexuais, mas para as liberdades e os direitos cidadãos".

A Juventude da Grande Polônia, organização de tendência neofascista, realizou um desfile paralelo, mas a Parada da Igualdade que percorreu as principais ruas de Varsóvia e terminou com um grande show em uma das principais praças da cidade ocorreu sem maiores percalços.

A Polícia que protegia a parada, um total de 200 agentes apoiados por cerca de 30 policiais do corpo antidistúrbios, impediu várias tentativas dos jovens neofascistas de agredir os manifestantes, e houve a detenção de cinco pessoas.

A parada deste ano, foi a primeira organizada com plena aceitação por parte da Prefeitura de Varsóvia que, quando era ocupada há dois anos pelo atual presidente da República, Lech Kaczynski, proibiu a manifestação.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host