UOL Notícias Notícias
 

21/05/2007 - 14h07

Reino Unido lamenta mortes em campo de refugiados palestinos no Líbano

Londres, 21 mai (EFE).- O Governo britânico lamentou hoje as mortes no campo de refugiados palestinos Nahar al-Bared devido aos choques entre o Exército libanês e o grupo radical sunita Fatah al Islam, embora tenha expressado apoio às forças do Líbano.

Em comunicado divulgado pelo Ministério de Assuntos Exteriores (Foreign Office), o secretário de Estado do departamento, Kim Howells, se declarou "preocupado com o confronto próximo ao campo de refugiados de Nahar al-Bared, no norte do Líbano".

"A existência de extremistas no campo que simpatizam com a Al Qaeda é uma ameaça para o Líbano e a região e para a grande maioria dos palestinos do campo opostos a eles", afirmou.

Segundo Howells, "o elevado número de baixas faz disto uma das lutas internas mais sangrentas desde a guerra civil (1975-1990), e prejudica a causa da paz e a estabilidade no Líbano".

"No entanto, apoiamos as autoridades libanesas na tentativa de obter o controle da situação", acrescentou.

Howells disse que a onda de violência no norte libanês "reforça a necessidade" da aplicação da resolução 1559 do Conselho de Segurança da ONU, que exige "o desmantelamento e o desarmamento de todas as milícias no Líbano".

A difusão do comunicado coincidiu com novos bombardeios do Exército libanês a Nahar al-Bared, acampamento situado na cidade de Trípoli, no norte do país.

Segundo a Agência Nacional de Notícias libanesa, os confrontos de hoje deixaram 30 mortos e 90 feridos, muitos deles evacuados pela Cruz Vermelha graças a um precário cessar-fogo que durou duas horas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,95
    3,157
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h28

    -1,26
    74.443,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host