UOL Notícias Notícias
 

15/06/2007 - 02h30

Senadores do Chile e Bolívia prevêem relação melhor com saída para o mar

La Paz, 14 jun (EFE).- As Comissões de Relações Exteriores das Câmaras de Senadores da Bolívia e do Chile concordaram que a solução para a reivindicação boliviana de uma saída para o mar vai melhorar as relações entre os dois países, segundo um boletim emitido nesta quinta-feira pelo Legislativo boliviano.

O consenso dos senadores bolivianos e chilenos sobre o mais importante tema da política internacional do Governo da Bolívia foi anunciado na declaração conjunta aprovada ao fim de uma inédita visita de cinco membros da Comissão de Relações Exteriores do Parlamento do Chile.

"Os senadores expressaram a importância vital que dão à solução do problema marítimo da Bolívia", diz uma nota enviada à imprensa pelo Senador.

A exigência boliviana de recuperar a sua saída para o mar, que perdeu numa guerra contra o Chile no fim do século XIX, tem sido negada pelas autoridades chilenas, que argumentam com o Tratado de Paz e Amizade de 1904, que encerrou o conflito.

Os legisladores chilenos "tomaram consciência da importância para a Bolívia de uma solução para o problema marítimo, sem o qual é impossível chegar a um entendimento completo e integral entre os dois países", disse à "Rádio Pan-americana" o presidente da comissão boliviana, Tito Hoz de Vila.

Ele afirmou que a Bolívia será um parceiro confiável do Chile se desaparecer o "empecilho" da falta de um porto próprio no litoral do Pacífico.

O presidente da delegação chilena, Roberto Muñoz, declarou aos jornalistas que os Governos dos dois países estão "caminhando a passos largos" na busca de opções que permitam atender à reivindicação boliviana de uma saída para o mar.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host