UOL Notícias Notícias
 

19/06/2007 - 07h15

Governo afegão reconhece que talibãs tomaram distrito em Kandahar

Cabul, 19 jun (EFE).- O Governo afegão reconheceu hoje a tomada pelos talibãs e a retirada do Exército de um distrito em Kandahar, no sul do Afeganistão, adjacente à área onde ocorreram violentos combates nos últimos dias, com até 150 mortos.

"Isso é só uma retirada tática, e a operação para retomar o distrito começou, com ajuda do Exército afegão e da Otan", disse um porta-voz do Ministério do Interior, Zamarai Bashari.

Os talibãs tinham reivindicado antes a tomada do distrito de Miya Nishin, que fica perto do centro do país e da área de Chora (na região de Uruzgan), onde nos últimos dias ocorrem violentos combates entre os insurgentes e as tropas internacionais.

"Os talibãs sofreram muitas perdas", disse Bashari, acrescentando que a Polícia não sofreu baixas.

Em Chora, uma série de violentos combates e bombardeios deixou muitos civis em meio ao fogo cruzado, segundo uma fonte oficial afegã, mas o porta-voz da Otan John Thomas confirmou só estão sendo investigadas as notícias sobre civis feridos.

"Um soldado e dois policiais morreram. Só temos um relatório que conta dez civis feridos na operação", informou Thomas, que precisou que os combates continuam e que causaram a morte de 50 a 60 insurgentes.

No terreno, no entanto, Mawlawi Amdullah, membro do Conselho Provincial de Uruzgan, tinha denunciado a existência dos cadáveres de 70 insurgentes, 16 policiais e 60 civis, incluindo mulheres e crianças.

A tomada do distrito de Miya Nishin reafirma que Kandahar é um dos redutos dos insurgentes, que intensificaram suas atividades com a chegada do calor.

O Afeganistão enfrenta nestes dias uma onda de combates, atentados, ataques suicidas e bombardeios da aviação americana, como o que neste domingo matou sete crianças que estavam em uma escola da província de Paktika.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h15

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host