UOL Notícias Notícias
 

06/07/2007 - 02h04

Militarização chinesa e norte-coreana preocupam o Japão

Tóquio, 6 jul (EFE).- O Japão observa com cautela o aumento do poderio militar da China, que está modernizando seu armamento para ampliar sua capacidade de operar fora de seu território, e suspeita que a Coréia do Norte possa desenvolver ogivas nucleares, informou hoje o Ministério da Defesa japonês.

Em seu relatório oficial de 2007, o Ministério analisou os temas mais importantes relativos à proteção do Japão contra possíveis ameaças externas. O texto insiste na necessidade do país de melhorar seu sistema defensivo.

O documento ressalta a importância da aliança entre Japão e Estados Unidos, assim como a necessidade de construir um escudo antimísseis até o fim de 2011.

O Ministério avalia que a Marinha e a Aeronáutica da China estão se modernizando para expandir o raio de ação de suas operações. O país, acrescenta, pode alcançar uma superioridade militar completa sobre Taiwan.

"O equilíbrio militar entre China e Taiwan pode mudar, com superioridade chinesa", prevê o relatório.

A China possui mais de 700 mísseis balísticos de curto alcance, capazes de atacar território taiuanês. Taiwan tem uma capacidade limitada para impedir a ameaça.

O Japão também mostra preocupação com a Coréia do Norte, que considera "um sério fator que desestabiliza a segurança na região da Ásia Oriental".

O Ministério da Defesa recomenda seguir de perto os movimentos de Pyongyang, e considera que o regime norte-coreano pode estar trabalhando para ampliar o alcance de seus mísseis e reduzir o tamanho de suas armas atômicas, que poderiam ser utilizadas como ogivas nucleares.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host