UOL Notícias Notícias
 

17/07/2007 - 23h42

Trinta corpos são retirados de edifício atingido por avião

São Paulo, 17 jul (EFE).- Pelo menos 30 corpos carbonizados foram retirados do edifício vizinho ao aeroporto de Congonhas, que foi atingido hoje por um avião da TAM com 176 pessoas a bordo, segundo um dos médicos chamados para atender à emergência.

O especialista Douglas Ferrari, presidente da Sociedade Brasileira de Tratamento Intensivo, que foi convocado para coordenar parte dos equipamentos médicos, esclareceu que os corpos são de pessoas que estavam no prédio, e não dos ocupantes do avião.

"Os cinco peritos do Instituto Médico Legal que estão no local informaram que já retiraram 30 corpos carbonizados, todos de adultos", afirmou Ferrari a jornalistas.

As únicas informações oficiais sobre vítimas divulgadas até agora se referem às pessoas que estavam no prédio atingido pelo avião ou em locais vizinhos.

O primeiro balanço oficial registrava apenas um morto e oito feridos, entre eles três em estado grave.

O Airbus A320 da TAM partiu de Porto Alegre com 176 pessoas a bordo e por volta das 18h45 caiu ao aterrissar em Congonhas, o aeroporto de maior movimento no país.

Ainda não se sabe a situação dos ocupantes do avião, mas teme-se que todos tenham morrido no acidente.

O chefe dos bombeiros de São Paulo admitiu que "dificilmente" haverá sobreviventes e que o número de mortos pode chegar a 200.

Algumas testemunhas disseram que o avião ficou completamente destruído pelo fogo e pelas várias explosões que vieram em seguida.

O avião derrapou no piso molhado de Congonhas, saiu da pista e atravessou a avenida Washington Luiz, antes de bater numa edificação de TAM Express, filial de transporte de carga da própria TAM.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host