UOL Notícias Notícias
 

18/07/2007 - 12h27

Ex-ministro servo-bósnio é eximido de acusações de crimes de guerra

Sarajevo, 18 jul (EFE).- O Tribunal da Bósnia eximiu hoje das acusações de crimes de guerra o ex-ministro da Justiça do ente servo-bósnio Momcilo Mandic, após um processo que começou em 2006.

O conselho judicial em Sarajevo explicou hoje que a Promotoria "não deu provas" de responsabilidade de Mandic em crimes de guerra.

Mandic, que durante a guerra também desempenhou o cargo de vice-ministro do Interior servo-bósnio, tinha sido acusado de um ataque contra uma academia de Polícia em Sarajevo no início da disputa (1992-1995).

Também era acusado de ser responsável, como ministro da Justiça, em 1992, do funcionamento das prisões e campos de prisioneiros nas proximidades de Sarajevo e na cidade de Foca (leste).

O advogado de Mandic, Slavisa Prodanovic, comemorou a decisão do conselho judicial do Tribunal da Bósnia e afirmou que "mostra o caráter independente do sistema judiciário na Bósnia-Herzegovina".

Mandic foi condenado em outubro do ano passado a cinco anos de prisão por crimes financeiros.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host