UOL Notícias Notícias
 

31/07/2007 - 17h19

Governo alemão analisa vídeo de refém e diz que imagens são intimiditivas

Berlim, 31 jul (EFE).- O Ministério de Assuntos Exteriores da Alemanha está analisando o vídeo exibido hoje pela rede de televisão "Al Jazira", que mostra imagens de um alemão seqüestrado no Afeganistão.

O vídeo tem como objetivo a "intimidação", disse Martin Jaeger, porta-voz do ministério, para o qual as imagens são parte de uma campanha de propaganda dos talibãs.

Ainda segundo o funcionário, a mensagem está sendo analisada "exaustivamente" pelos especialistas do gabinete de crise criado para o caso.

O refém, um engenheiro alemão, foi seqüestrado há mais de dez dias junto com um compatriota cujo cadáver foi achado no último dia 22, no leste do país asiático.

Váris vezes o Governo alemão denunciou como campanhas de propaganda as informações sobre o seqüestro divulgadas pelos talibãs.

No vídeo recém-exibido pela "Al Jazira", o refém aparece de pé em uma região desértica, cercado por vários homens com roupas tipicamente afegãs, todos encapuzados e armados com pistolas e lança-granadas.

Perto dele, é possível ver outros quatro civis, aparentemente de origem afegã, que foram identificados pela emissora catariana como "acompanhantes" do refém alemão.

Nas imagens, sem som e de um minuto de duração, também é possível ver um dos encapuzados apontando uma arma para o engenheiro alemão e mandando-o fazer alguma declaração. Em seguida, o refém, com as mãos nos bolsos da calça, se dirige à câmera para dizer algo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host