UOL Notícias Notícias
 

09/08/2007 - 10h16

França minimiza alerta terrorista em ferrovias no leste

Paris, 9 ago (EFE).- O Ministério de Interior francês afirmou hoje que não foi identificado "nenhum risco terrorista particular", após o grande reforço da segurança na quarta-feira na rede de ferrovias do leste da França.

Os controles foram reforçados nas estações e nos trens, principalmente os vindos de Luxemburgo, devido a uma informação sobre uma ameaça terrorista envolvendo pessoas de origem iraniana, mas nenhuma bomba foi descoberta e ninguém foi preso.

Segundo a imprensa local, os serviços secretos luxemburgueses tinham informado os colegas franceses sobre a preparação de um atentado terrorista em um trem entre Luxemburgo e Paris por cinco pessoas de origem iraniana. Quatro delas tiveram as identidades informadas às autoridades.

Em comunicado, sem identificar "nenhum risco terrorista particular", o Ministério disse apenas que a Polícia francesa foi informada na noite de 7 para 8 de agosto e verificou as informações.

A Polícia tomou as medidas correspondentes a uma "aplicação estrita" do plano antiterrorista "Vigipirate", segundo a nota.

Desde os atentados de julho de 2005 em Londres, o nível de alerta do plano antiterrorista francês está em vermelho, o segundo mais alto de uma escala de quatro.

Na quarta-feira, as Prefeituras de vários departamentos do leste da França tinham informado o reforço da segurança e das buscas em trens e estações devido ao alerta de "um país amigo" sobre uma ameaça terrorista na região.

Já o Conselho Nacional da Resistência Iraniana (CNRI), com sede na França, chamou de "totalmente mentirosas" as informações de uma rede de televisão segundo as quais os iranianos procurados pertenceriam à Organização dos Mujahedins do Povo Iraniano (OMPI).

Em comunicado, o CNRI afirmou que nas últimas semanas fontes ligadas aos serviços secretos de Teerã divulgaram informações segundo as quais os Mujahedin tentariam realizar ações violentas na França.

No último dia 27, o CNRI enviou uma carta às autoridades francesas para alertar contra a suposta "campanha de desinformação" por parte do regime de Teerã, segundo a nota.

"Os Governos europeus, especialmente o Executivo e a Polícia da França, conhecem perfeitamente a natureza legal das atividades da resistência iraniana", afirma o CNRI.

O OMPI faz parte da lista de organizações terroristas estabelecida pela União Européia, que ainda o mantém na relação apesar de uma norma da Corte Européia de Justiça.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h39

    -0,27
    3,267
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h45

    1,42
    62.548,00
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host