UOL Notícias Notícias
 

27/08/2007 - 17h29

Exército turco adverte contra islamismo, nas vésperas da eleição presidencial

Ancara, 27 ago (EFE).- O Exército turco advertiu hoje contra a ameaça que o separatismo e o islamismo representa às vésperas da votação no Parlamento que pode proclamar o número dois do Partido da Justiça e o Desenvolvimento (AKP, islamita moderado), Abdullah Gül, novo presidente da Turquia.

O chefe do Estado-Maior, o general Yasar Büyükanit, assegurou em sua mensagem por causa do Dia da Vitória, uma festividade militar realizada no dia 30 de agosto, que os ataques contra a Turquia internos e externos aumentaram nos últimos dias.

"A nação turca observa abertamente aqueles separatistas que não aceitam a unidade estrutural (do Estado) e as forças diabólicas que sistematicamente corroem a estrutura secular da República", disse o general.

Büyükanit afirmou que existem forças que não são capazes de entender a base científica e lógica do "pensamento kemalista" e tentam a cada dia solapar o secularismo do Estado.

O chefe militar ressaltou que a resistência a esses ataques estão "presentes nos 'genes' das Forças Armadas Turcas".

"Como aconteceu até agora, as Forças Armadas nunca cederão na defesa da República Turca, que é democrática, secular e um Estado social", advertiu.

Declarações como as feitas pelo Exército no "Dia da Vitória" são freqüentes, mas antecipar a mensagem três dias para torná-la pública um dia antes da eleição de Gül é "significativo", segundo os analistas turcos.

A mensagem do chefe militar é divulgada para comemorar o Dia da Vitória quando as forças lideradas por Mustafá Kemal Atatürk venceram a Grécia em 1922.

No dia 27 de abril, quando Gül concorreu pela à Presidência, não conseguindo se eleger, o Exército publicou um memorando no qual alertava a nação sobre o desenvolvimento de movimentos que solapavam a laicidade do Estado.

Esse documento foi interpretado como uma demonstração da oposição militar à candidatura presidencial de Gül.

De acordo com a Constituição turca, o presidente é também o chefe das Forças Armadas, um dos núcleos do laicismo.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    13h19

    -0,72
    3,156
    Outras moedas
  • Bovespa

    13h24

    1,01
    68.663,59
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host