UOL Notícias Notícias
 

12/09/2007 - 10h54

Arábia Saudita anuncia abertura de embaixada no Iraque

Riad, 12 set (EFE).- O ministro do Exterior da Arábia Saudita, príncipe Saud al-Faiçal, assegurou hoje que Riad abrirá "em breve" sua embaixada em Bagdá e insistiu na necessidade de dissolver as milícias xiitas como um passo importante para a reconciliação entre os dois países.

Em entrevista coletiva em Jidá (oeste), Faiçal também destacou a necessidade de o Governo iraquiano se esforçar para conseguir uma reconciliação que "garanta os direitos de todas as etnias do país", sobretudo à minoria sunita.

A Arábia Saudita, que rompeu relações com o Iraque após a invasão do Kuwait, em 1990, e enviou em agosto uma delegação a capital do país para estudar a possibilidade de reabrir sua missão diplomática.

"Espera-se abrir em breve a embaixada, após receber o relatório da delegação", disse o chanceler, cujo país é um dos principais aliados árabes de Washington.

Segundo analistas, com esta medida a Arábia Saudita responde aos apelos dos Estados Unidos para que seus aliados árabes apóiem politicamente o Governo do xiita Nouri al-Maliki.

Apesar de tudo, o príncipe Saud advertiu que "se 'os irmãos iraquianos' não conseguirem uma reconciliação que garanta a todas as etnias seus direitos e permita um tratamento igual a todos, continuará a divisão e não haverá unidade".

A Arábia Saudita tinha criticado repetidamente a existência de milícias xiitas armadas no Iraque, como o chamado Exército Mehdi, acusadas pela minoria sunita do país de estar por trás das ações de violência.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host