UOL Notícias Notícias
 

20/09/2007 - 04h07

Taiwan vai insistir em pedido de entrada na ONU

Taipé, 20 set (EFE).- O Ministério das Relações Exteriores de Taiwan lamentou hoje a decisão do comitê que rejeitou a inclusão nos debates da Assembléia Geral da ONU do seu pedido de filiação, mas disse que não se renderá.

Segundo o porta-voz David Wang, o presidente da 62ª Sessão da Assembléia Geral da ONU, Srgjan Kerim, violou as normas de procedimento. Ele deveria ter permitido o debate na Comissão Geral, antes de excluir o assunto da ordem do dia.

Wang agradeceu aos aliados diplomáticos de Taiwan pelo seu apoio na campanha. E anunciou que os planos taiuaneses de voltar à ONU se mantêm, sem descartar a convocação de um plebiscito sobre o tema.

O presidente taiuanês, Chen Shui-bian, tem provocado a ira da China e a preocupação dos Estados Unidos com seu plano de realizar um plebiscito sobre a entrada do país na ONU com o nome de Taiwan.

Taipé iniciou sua campanha em 1993, mas nunca conseguiu que a sua solicitação fosse levada ao debate da Assembléia Geral.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host