UOL Notícias Notícias
 

30/09/2007 - 19h30

Colégios eleitorais para a Assembléia Constituinte fecham no Equador

Quito, 30 set (EFE).- Os colégios eleitorais para a Assembléia Constituinte do Equador fecharam às 17h (19h de Brasília), após dez horas de votações que transcorreram com normalidade.

Mais de 9,3 milhões de cidadãos foram convocados para escolher os 130 membros da Constituinte, que redigirá uma nova Carta Magna para o país.

O dia transcorreu sem maiores incidentes e com um atraso quase generalizado na abertura dos centros de votação, segundo as autoridades e observadores nacionais e internacionais.

O maior incidente foi reportado na província litorânea de Esmeraldas, no noroeste do país, onde foram suspensas as votações na localidade de San Francisco, porque membros das juntas receptoras do voto queimaram quatro urnas com cerca de 300 cédulas.

Para estas eleições foram instaladas 37.656 mesas de votação, das quais 675 estão nos consulados do Equador no estrangeiro.

Os 152.180 equatorianos inscritos no exterior elegeram dois constituintes da assembléia entre os registrados na Europa, dois pelos recenseados nos Estados Unidos e Canadá e os outros dois por outros países da América Latina.

Os primeiros boletins oficiais com os resultados do pleito sairão esta mesma noite, mas os dados definitivos poderiam demorar até 30 dias a serem proclamados, segundo o Tribunal Supremo Eleitoral.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host