UOL Notícias Notícias
 

19/10/2007 - 22h37

Chanceler da Colômbia vai a Cuba para promover integração bilateral

Bogotá, 19 out (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Fernando Araújo, viajará no domingo a Cuba para uma visita oficial de dois dias "com o objetivo de abordar a agenda bilateral", informou seu gabinete hoje em Bogotá.

Durante o encontro com o chanceler cubano, Felipe Pérez Roque, "tratará de temas regionais e multilaterais", disse a nota oficial.

Araújo também se reunirá com o vice-presidente do Conselho de Estado, Carlos Lage Dávila, e com o presidente da Assembléia Nacional do Poder Popular, Ricardo Alarcón de Quesada.

O chefe da diplomacia colombiana participará de uma cerimônia oficial no monumento ao herói nacional cubano, José Martí.

Além disso, terá um almoço de trabalho com Fernando Remírez de Estenoz, membro do Secretariado e Chefe do Departamento de Relações Internacionais do Comitê Central do Partido Comunista Cubano.

Durante a estadia em Cuba, o chanceler colombiano agradecerá a de Havana pela hospitalidade às conversações de paz com a guerrilha Exército de Libertação Nacional (ELN), disse à Efe uma fonte diplomática.

Araújo, um engenheiro de 51 anos, foi nomeado ministro do Exterior em março, em substituição a María Consuelo Araújo.

A antecessora de ambos na Chancelaria, Carolina Barco, atual embaixadora nos Estados Unidos, visitou Cuba em março de 2006 e se reuniu com o presidente Fidel Castro, a quem convidou naquela época para visitar Bogotá.

O atual chanceler colombiano ficou seqüestrado seis anos por guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), e fugiu no último dia 31 de dezembro.

Em setembro, Lina Moreno, esposa do presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, visitou a ilha.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host