UOL Notícias Notícias
 

09/11/2007 - 07h19

Mortos no atentado de terça no Afeganistão incluem 59 crianças

Cabul, 9 nov (EFE).- Cinco professores e 59 estudantes estão entre as 75 pessoas que morreram no atentado de terça-feira contra uma comitiva parlamentar no norte do Afeganistão, informou hoje o Ministério de Educação.

O ataque na província de Baghlan foi o mais sangrento desde a queda do regime talibã. Também ficaram feridos 96 estudantes, disse à Efe o porta-voz do Ministério, Zuhor Afghan.

O porta-voz detalhou que os estudantes tinham de 8 a 18 anos. As outras vítimas foram seis deputados e cinco guarda-costas. Entre os mortos e feridos não há nenhuma menina.

O Ministério da Educação já ordenou que as escolas não permitam que nenhum estudante participe de qualquer tipo de ato ou reunião política, segundo o porta-voz.

A bandeira afegã ainda tremula a meio pau, em sinal de luto pelas vítimas do brutal atentado terrorista.

O presidente afegão, Hamid Karzai, responsabilizou os "inimigos do Afeganistão". O Governo usa a expressão para se referir aos talibãs, que no entanto negaram a autoria do atentado.

O atentado aconteceu na terça-feira, quando uma explosão atingiu uma comitiva de deputados que visitava a região e vários estudantes reunidos numa fábrica de açúcar para dar as boas-vindas aos parlamentares.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h39

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h48

    -0,63
    75.524,62
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host