UOL Notícias Notícias
 

24/11/2007 - 14h48

Síria pede paz justa com Israel, mas não diz se irá a Annapolis

Damasco, 24 nov (EFE) - O presidente sírio, Bashar al-Assad, pediu hoje uma "paz justa e global" com Israel, que só poderia ser alcançada "mediante resoluções internacionais", mas não revelou se a Síria comparecerá ou não à conferência de Annapolis (Estados Unidos) na terça-feira.

O gabinete do presidente sírio emitiu um comunicado no qual destaca "a necessidade de aplicar as legítimas resoluções internacionais para alcançar uma paz justa e global que garanta o retorno de todos os territórios árabes ocupados a seus proprietários originais".

Na sexta-feira, o ministro de Exteriores sírio, Walid al-Mouallem, disse que desejava esclarecimentos por parte do Governo americano sobre a inclusão explícita das Colinas de Golã, território da Síria ocupado por Israel em 1967, na conferência de Annapolis.

Nas últimas 24 horas, não houve qualquer indício no país que permita saber se a reivindicação síria foi aceita e se Damasco enviará seu ministro de Exteriores, alguém de menor nível ou ninguém à reunião.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host