UOL Notícias Notícias
 

04/12/2007 - 13h28

ElBaradei espera que relatório americano sobre Irã ajude a solucionar crise

Viena, 4 dez (EFE).- O diretor da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), Mohamed ElBaradei, afirmou hoje que a nova avaliação dos serviços secretos dos Estados Unidos, na qual se afirma que o Irã paralisou seu programa nuclear com fins militares, deve ajudar a solucionar a crise.

"Esta nova avaliação dos EUA deveria ajudar a solucionar a crise atual. Ao mesmo tempo, deve levar o Irã a trabalhar ativamente com a AIEA para esclarecer aspectos específicos de seu passado e seu atual programa nuclear", assegurou ElBaradei em comunicado.

O Prêmio Nobel da Paz de 2005 assegurou que recebeu com "grande interesse" a informação da Inteligência americana na qual se assegura que o Irã teria paralisado em 2003 seus planos para fabricar armas nucleares.

Esta informação, elaborada pelas 16 agências de Inteligência americanos, "coincide" com os dados que a AIEA vem transmitindo até agora, segundo ElBaradei.

"Embora o Irã ainda deva esclarecer alguns aspectos de seu passado e seu atual plano nuclear, a AIEA não tem provas concretas de um programa de armas nucleares em andamento ou de instalações nucleares não declaradas no Irã", afirmou.

ElBaradei pediu "ao Irã que acelere sua cooperação com a AIEA" e solicitou a "todas as partes interessadas que passam a fazer parte das negociações" para conseguir uma solução "ampla e duradoura que normalize a relação entre o Irã e a comunidade internacional".

A nova avaliação dos EUA assegura que o Irã suspendeu seu programa de armas nucleares como conseqüência da pressão internacional.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host