UOL Notícias Notícias
 

01/01/2008 - 23h50

Presidente dominicano culpa Governo passado por crise econômica

Santo Domingo, 1 jan (EFE).- O presidente da República Dominicana, Leonel Fernández, assegurou hoje que seu Governo ainda deve fazer frente à "herança trágica" que no aspecto econômico representou para o país o exercício do ex-governante Hipólito Mejía (2000-2004).

Fernández culpou a administração passada pelo déficit enfrentado pelo Banco Central, que receberá uma injeção este ano de 9 bilhões de pesos (US$ 272 milhões), soma que, afirmou, poderia ter sido investida em infra-estrutura pública.

Durante o Governo de Mejía aconteceu a falência de três instituições bancárias, entre elas a do banco Baninter, o de maior capital privado até sua quebra em 2003, o que causou o colapso da economia dominicana e forçou a assinatura de um acordo de contingência com o Fundo Monetário Internacional (FMI), que hoje ainda é mantido.

"Isto acontece quando há maus Governos que levam o país a uma situação de crise e de instabilidade, e até hoje temos de pagar por essas conseqüências", disse o governante em comunicado oficial.

Fernández afirmou que o país seguirá pagando pelas conseqüências da crise econômica durante os próximos 15 ou 20 anos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h18

    -0,06
    3,134
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h27

    -0,14
    75.882,06
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host