UOL Notícias Notícias
 

04/01/2008 - 03h20

Obama e Huckabee saem na frente na longa corrida presidencial dos EUA

Des Moines (EUA)
O democrata Barack Obama e o republicano Mike Huckabee ganharam hoje os "caucus" de Iowa, o que deixa os dois em vantagem para se tornarem os candidatos de seus partidos nas eleições presidenciais de novembro.

Numa das disputas mais apertadas dos últimos 50 anos, especialmente no lado democrata, Obama derrotou os seus dois principais adversários, Hillary Clinton e John Edwards.

Saul Loeb/AFP
Mensagem de mudança agrada e rende primeira vitória ao democrata Obama
Jim Bourg/Reuters
Republicano Huckabee conquista a direita cristã de Iowa com mensagem conservadora
MAIS IMAGENS DAS PRÉVIAS DE IOWA
DEMOCRATA PEDE FIM DAS DIVISÕES
HUCKABEE: "ESPANTADO E ANIMADO"
EDWARDS: IOWA MUDOU CENÁRIO
HILLARY: NOVO COMEÇO PARA OS EUA
COMENTE O RESULTADO
DOIS DEMOCRATAS DESISTEM
VEJA INFOGRÁFICO
Com uma mensagem de mudança que agrada aos jovens e aos novos eleitores, Obama obteve 38% dos votos dos democratas, contra 30% de Edwards e 29% de Hillary Clinton.

Mesmo assim, o ex-senador Edwards, que já tinha ficado em segundo lugar nos "caucus" de 2004, e a senadora Hillary Clinton mostraram otimismo. Eles se disseram mais dispostos do que nunca a travar a longa batalha para a escolha de um candidato democrata à Casa Branca.

No lado republicano, o ex-governador de Arkansas Mike Huckabee derrotou por uma ampla margem os outros aspirantes. Ele se apoiou numa mensagem conservadora que conquistou a direita cristã de Iowa.

O ex-pastor evangélico obteve 34% dos votos, seguido do ex-governador de Massachusetts Mitt Romney, com 24%, e do ator e ex-senador Fred Thompson, com 14%.

Huckabee disse estar "espantado e animado" com a vitória, mas destacou que ela "só termina na Casa Branca, dentro de um ano".

"Demonstramos que a política nos EUA está nas mãos de seu povo, e não nas dos que oferecem o dinheiro", disse Huckabee, até o momento menos eficiente na arrecadação de fundos.

Romney se mostrou contente com a "medalha de prata". Para ele, isso não significa que na próxima competição "não possa ganhar a de ouro".

Barack Obama, de 46 anos, compareceu radiante ao encontro com os seus seguidores após a vitória. Num discurso cheio de esperanças no futuro do país, afirmou que, em novembro, será eleito presidente dos EUA.

Acompanhado pela mulher e pelas duas filhas, mostrou-se convencido de que chegou o momento de os EUA "superarem as divisões" para construir "a coalizão da mudança". Ele prometeu assistência médica para todos, corte de impostos para a classe média e o fim da tirania do petróleo.

Em mensagem conciliadora, disse que os EUA não se dividem em republicanos e democratas. "Somos os Estados Unidos da América. Estamos preparados para acreditar outra vez", anunciou.

Hillary Clinton, acompanhada de seu marido, Bill Clinton, afirmou que estava orgulhosa de seu resultado. Ela insistiu, como nos últimos dias de campanha, que os Estados Unidos "precisam de um novo começo".

A senadora se declarou "absolutamente pronta para continuar com a
campanha", e ressaltou sua determinação de "restaurar a autoridade
moral dos EUA no mundo" e "pôr fim à Guerra do Iraque".

"Temos um longo caminho pela frente", disse, após parabenizar Obama e Edwards.

Os "caucus" de Iowa provocaram as primeiras baixas na longa lista dos pré-candidatos presidenciais. Os senadores democratas Chris Dodd e Joseph Biden, que não superaram 1% dos votos, abandonaram a disputa.

O ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, que lidera as enquetes nacionais entre os republicanos, com 20% das intenções de voto, obteve apenas 4% em Iowa. Mas, ao contrário de seus oponentes, ele não realizou uma campanha intensa no estado.

Segundo a rede "CNN", Giuliani preferiu repartir seus esforços de maneira igualitária em todos os estados do país. Por isso, não se
surpreendeu com o mau resultado em Iowa.

Outro republicano bem cotado, o senador pelo Arizona John McCain,
segundo colocado nas enquetes, atrás de Giuliani, obteve em Iowa 13%
dos votos. Ficou em quarto lugar no estado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host