UOL Notícias Notícias
 

04/02/2008 - 20h10

Sarkozy diz que a França só interviria no Chade com resolução da ONU

Bucareste, 4 fev (EFE).- A França, que está muito preocupada com a situação no Chade, só interviria na nação africana com um mandato do Conselho de Segurança (CS) de ONU, disse hoje em Bucareste o presidente do país, Nicolas Sarkozy.

"A situação no Chade é muito preocupante porque este país tem um Governo legítimo eleito em 2004 e terá de ser apoiado", disse o chefe de Estado da França em entrevista coletiva após uma reunião com seu colega romeno, Traian Basescu.

Sarkozy disse que a França teve a iniciativa de apresentar ao CS uma resolução que condena as ações violentas dos rebeldes no Chade, expressa seu apoio o Governo e pede a todos os outros Estados que sejam solidários às autoridades do Chade.

"Caso o Conselho de Segurança da ONU aprove esta resolução, a França estará ainda mais disposta a apoiar os amigos do Chade", afirmou.

"Caso a França intervenha, só o fará no âmbito de uma resolução da ONU", acrescentou o presidente francês.

Por sua vez, Basescu declarou que a Romênia está disposta a participar da força da União Européia (UE) no Chade, nas condições estabelecidas pela ONU.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h39

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h49

    -0,63
    75.522,54
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host