UOL Notícias Notícias
 

28/02/2008 - 12h41

Ahmadinejad rejeita pressões políticas e diz que o Irã ganhará no final

Teerã, 28 fev (EFE).- O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, rejeitou hoje as novas pressões das potências internacionais sobre o Irã para que freie seu programa nuclear, e disse acreditar que a República Islâmica "ganhará no final".

O governante iraniano, citado pela agência "Irna", não se referiu, no entanto, à advertência da Rússia de apoiar uma nova resolução internacional contra o Irã se este não abandonar suas atividades do enriquecimento de urânio.

"Os inimigos vêm a cada dia com uma nova desculpa para impedir o desenvolvimento do povo iraniano (...) sua desculpa há vários anos é a questão nuclear", disse Ahmadinejad, em cerimônia em Teerã em lembrança dos "mártires" iranianos da guerra contra o Iraque (1980-88).

O presidente iraniano respondeu assim às tentativas da França, EUA e Alemanha de conseguir a aprovação pelo Conselho de Segurança da ONU para novas sanções contra o Irã, que garante que seu programa é pacífico, enquanto as grandes potências suspeitam que tem fins militares.

Ahmadinejad, assim como outros vários responsáveis do regime de Teerã, reiteraram várias vezes que as sanções não levarão o Irã a suspender seus planos atômicos, incluindo o enriquecimento de urânio, que consideram um "direito indiscutível do povo iraniano".

"O povo do Irã será o ganhador final, e não há potência que possa impedir seu desenvolvimento", disse.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,40
    3,279
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    0,95
    63.257,36
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host