UOL Notícias Notícias
 

01/04/2008 - 06h35

UE pede rápido anúncio de resultados eleitorais no Zimbábue

Paris, 1 abr (EFE).- Sete ministros de Assuntos Exteriores da União Européia (UE) reunidos em Paris pediram à Comissão Eleitoral do Zimbábue um anúncio rápido dos resultados das eleições realizadas no país, "especialmente" das Presidenciais.

Os chefes da diplomacia de França, Espanha, Eslovênia (país que preside a UE), Itália, Holanda, Reino Unido e Eslováquia, fizeram o pedido na noite desta segunda-feira, durante um jantar em Paris para os preparativos da futura Presidência francesa do bloco, no segundo semestre do ano.

Em comunicado divulgado hoje pelo Ministério de Exteriores da França, os ministros indicam que evocaram "com preocupação particular" a situação no Zimbábue, após as eleições do último dia 29.

"Pedimos que a Comissão Eleitoral do Zimbábue anuncie em breve os resultados de todas as eleições, em particular os do pleito presidencial", indica a nota.

"O futuro do povo do Zimbábue depende da credibilidade e da transparência do processo eleitoral", afirmaram.

"Vamos nos alegrar de trabalhar com autoridades do país escolhidas democraticamente, que deverão melhorar os direitos humanos e o Estado de direito pelo bem do povo zimbabuano", conclui o comunicado dos sete ministros europeus.

A Comissão eleitoral do Zimbábue começou a divulgar ontem os resultados parciais das eleições.

O partido opositor Movimento para Mudança Democrática (MDC) antecipou que, segundo seus dados, seu candidato presidencial, Morgan Tsvangirai, recebeu 60% dos votos, enquanto Robert Mugabe, no poder desde 1980 e candidato à reeleição, aparecia em segundo lugar.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host