UOL Notícias Notícias
 

03/04/2008 - 05h56

ONG pede que COI "não feche os olhos" para sentença de Hu Jia

Hong Kong, 3 abr (EFE).- A organização de defesa dos direitos humanos China Human Rights Defenders (CHRD) pediu hoje, após conhecer a sentença a três anos e meio de prisão do ativista Hu Jia, que o Comitê Olímpico Internacional (COI) "não feche os olhos" para a perseguição política no gigante asiático.

Em comunicado, a CHRD criticou a integridade moral do COI ao considerar que este organismo diz defender os princípios olímpicos mas, ao mesmo tempo, sustenta que a China administra a Olimpíada de um modo apolítico.

"É alarmante para a CHRD que três defensores destacados dos direitos humanos - Hu Jia, Yang Chunlin e Lu Gengsong - tenham sido presos e condenados pela mesma acusação, incitação à subversão do poder estatal, nos últimos dois meses", indicou.

Para a organização, o encarceramento de Hu desonra a promessa da China ao COI, durante a campanha para receber os Jogos Olímpicos, de promover os direitos humanos.

"As autoridades chinesas utilizaram com mais freqüência essa acusação este ano para silenciar dissidentes em nome da segurança antes dos Jogos e da 'harmonia social", acrescentou.

O dissidente chinês Hu Jia, conhecido ativista dos direitos humanos, foi condenado a três anos e meio de prisão por "subversão", confirmaram hoje à Agência Efe seus advogados.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host