UOL Notícias Notícias
 

19/06/2008 - 22h35

ELN entrega jornalista e mais dois reféns à Cruz Vernelha

Bogotá, 19 jun (EFE).- O jornalista colombiano Mario Alfonso Puello e duas pessoas que o acompanhavam foram libertados hoje pelos guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN), após terem sido seqüestrados há quatro meses no norte do país, informou uma organização de defesa da liberdade de imprensa.

Puello e seus acompanhantes foram entregues a uma missão do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) na zona rural da cidade caribenha de Riohacha, disse a Fundação para a Liberdade de Imprensa em um comunicado.

Segundo a ONG, "os libertados estavam abatidos e magros devido às difíceis circunstâncias" de seu cativeiro.

O jornalista e seus acompanhantes tinham sido seqüestrados em 17 de fevereiro por rebeldes do ELN em uma estrada que liga as capitais de Santa Marta (Magdalena) com Riohacha (La Guajira).

Na mesma ação, também foi tomado como refém o reitor regional da Universidade Nacional Aberta e à Distância (UNAD), Aldo Brito Carrillo, que pouco depois conseguiu fugir.

O jornalista estava envolvido em um programa da UNAD para a alfabetização de indígenas. Além disso, era colaborador do jornal "La Notícia", da "Rádio Delfín" e do canal "TVNorte", todos eles de caráter regional.

"Os motivos do seqüestro não puderam se esclarecidos", advertiu a FLIP, que comemorou a libertação de Puello e de seus acompanhantes.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host