UOL Notícias Notícias
 

08/08/2008 - 04h29

Ministro georgiano pede intervenção russa para evitar "resistência inútil"

Moscou, 8 ago (EFE).- O ministro georgiano da Reintegração, Temur Yakubashvili, fez um apelo hoje à Rússia para que exerça "de verdade" o papel de pacificadora na Ossétia do Sul com o objetivo de evitar a "resistência inútil" das forças separatistas.

As tropas georgianas, disse, já controlam "praticamente todo o território" da região separatista, exceto o povoado de Java e a capital, Tskhinvali, onde ainda ocorrem combates.

"Apostamos que muito em breve" a Geórgia recuperará o controle de todo o território da Ossétia do Sul, completou.

"Por isso digo que a resistência é inútil, só leva a mais vítimas e destruições. Acho que a Federação Russa deve intervir como verdadeiro pacificador, e a Rússia pode fazê-lo", acrescentou.

O líder separatista Eduard Kokoiti afirmou hoje que suas tropas controlam Tskhinvali, a capital da autoproclamada república, bombardeada na manhã de hoje por aviões da Geórgia.

"Controlamos totalmente nossa capital. Os combates ocorrem nos arredores da cidade", disse Kokoiti.

O presidente da república russa da Ossétia do Norte, Teimuraz Mamsurov, que conseguiu chegar a Tskhinvali apesar de o comboio em que se encontrava ter sido bombardeado, disse que "a situação é controlável".

"Estamos juntos e juntos organizaremos a defesa", disse Mamsurov à agência "Interfax".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host