UOL Notícias Notícias
 

11/09/2008 - 22h23

Chávez dá 72 horas a embaixador americano para sair da Venezuela

Caracas, 11 set (EFE).- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, concedeu hoje 72 horas de prazo ao embaixador dos Estados Unidos em Caracas para sair do país, em um ato que disse ser de solidariedade com o Governo da Bolívia, que na quarta-feira fez o mesmo.

"Já basta de tanta merda dos senhores, ianques de merda", afirmou Chávez em um ato político no estado de Carabobo.

Além disso, anunciou que começaram "desde este momento a avaliar as relações diplomáticas com o Governo dos EUA", ao que responsabilizou pelo que possa acontecer com a compra e venda de petróleo, pois a Venezuela é o quinto maior fornecedor desse país.

"Quando houver um novo Governo nos EUA mandaremos um embaixador. Quando (chegar à Casa Branca) um Governo que respeite os povo da América Latina", acrescentou.

Chávez acusou o Governo de Washington de estar "por trás de todas as conspirações" contra estes povos, especialmente da que o líder venezuelano denunciou que estaria sendo planejada contra si e contra o Governo da Bolívia.

"Já basta de tanta merda dos senhores, ianques" e "se vier alguma agressão contra a Venezuela, não haverá petróleo para o povo nem para o Governo americano. Nós, ianques de merda, saibam, estamos decididos a ser livre, aconteça o que acontecer e custe o que custar", ressaltou.

O chefe de Estado da Venezuela disse esperar que "algum dia, mais em breve que tarde", o povo dos EUA tenha um Executivo "com o qual se possa conversar e que respeite os países e os Governos da América Latina".

No entanto, assegurou que a América Latina será respeitada o dia que cantar "como um só galo", pois, segundo ele, "aí está o segredo".

Chávez revelou que começou a pensar na decisão de pedir a saída do embaixador americano nesta quarta-feira.

"Esta é uma decisão sobre a qual venho pensando desde ontem à noite, quando começou a aquecer o tema na Bolívia", e com ela "queremos dizer ao mundo que aqui na Venezuela os povos do mundo têm um país solidário (...) e há milhões de nós dispostos a brigar pela Bolívia", comentou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h19

    0,30
    3,167
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h29

    0,39
    74.732,59
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host