UOL Notícias Notícias
 

10/10/2008 - 10h40

Sérvia enfrenta duro revés com reconhecimento do Kosovo por seus vizinhos

Belgrado, 10 out (EFE).- O reconhecimento do Kosovo por Montenegro e Macedônia é um novo golpe para a Sérvia, por ter chegado de seus vizinhos, e inesperado, após o apoio da ONU sobre a transferência do assunto ao campo jurídico.

As decisões dos Governos macedônio e montenegrino foram feitas ontem e ambos asseguraram que se guiaram por seus interesses próprios e pela prioridade de acelerar a aproximação com as estruturas européias e do outro lado do atlântico.

O presidente sérvio, Boris Tadic, disse hoje em comunicado que o reconhecimento é contrário ao direito internacional e que não contribui para estabilidade regional nem para relações de boa vizinhança desejadas por Belgrado.

Agora, a Bósnia-Herzegovina é o único país ex-iugoslavo que, além da Sérvia, não reconheceu a independência unilateral do Kosovo, após Croácia e Eslovênia terem apoiado os kosovares.

Na Bósnia, parece improvável o reconhecimento do Kosovo, já que tal passo requereria o consenso das três etnias - muçulmanos, croatas e sérvios.

Entre seus vizinhos e outros países do sudeste europeu, a Sérvia também conta com apoio de Romênia e Grécia, enquanto Hungria, Bulgária e Albânia reconhecem o Kosovo como estado independente.

Para a Sérvia, é especialmente decepcionante o reconhecimento do Kosovo por parte de Montenegro, país com o qual formou há dois anos um estado comum e que muitos sérvios consideram um irmão com o qual compartilham idioma e a religião cristã ortodoxa, assim como muitos acontecimentos de história e cultura.

Além disso, o reconhecimento chegou quando a Sérvia tomava como "uma grande vitória" de sua diplomacia o apoio que recebeu sua iniciativa na Assembléia Geral da ONU para que a Corte Internacional de Justiça (CIJ) se pronunciasse sobre a legalidade da independência unilateral do Kosovo.

O objetivo da Sérvia é conseguir que se retomem as negociações na busca de uma solução de compromisso sobre o estatuto do Kosovo, embora haja uma forte oposição a sua postura por parte dos EUA e outras potências ocidentais, que apóiam o novo Estado e consideram irreversível o reconhecimento.

A Sérvia considera o Kosovo como parte inalienável de seu território e vê sua independência como uma violação flagrante do direito internacional.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h49

    0,32
    3,139
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h55

    -0,51
    75.615,31
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host