UOL Notícias Notícias
 

24/10/2008 - 18h26

Termina campanha eleitoral para 2º turno em 30 cidades brasileiras

Rio de Janeiro, 24 out (EFE) - Os candidatos às Prefeituras de 30 cidades brasileiras encerraram hoje a campanha de rádio e televisão para o segundo turno das eleições municipais deste domingo, que colocarão à prova a influência do presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas coalizões políticas.

No primeiro turno, realizado em 5 de outubro, os nomes apoiados pelo Governo venceram em cerca de 60% dos municípios do país, mas neste domingo estarão em disputa as Prefeituras mais importantes, nas quais os aliados de Lula correm sérios riscos de sofrer uma derrota, segundo as pesquisas.

Antes da primeira votação, o presidente havia se mantido relativamente afastado da campanha nas cidades nas quais concorreram vários candidatos da ampla coalizão que o apóia no Congresso.

Agora, Lula resolveu mudar de postura e pedir o voto para alguns dos aspirantes nas principais capitais, razão pela qual as eleições se transformaram em termômetro de sua capacidade de influenciar no mapa das alianças políticas do qual sairão os candidatos a sucedê-lo na Presidência, em 2010.

Em São Paulo, maior colégio eleitoral do país, Lula participou ativamente da campanha da ex-ministra Marta Suplicy, que tem grande possibilidade de perder para o atual prefeito, Gilberto Kassab (DEM).

Kassab é apadrinhado pelo governador José Serra (PSDB), um dos possíveis candidatos às eleições presidenciais de 2010.

Já no Rio de Janeiro, Lula decidiu apoiar o candidato do PMDB - seu maior aliado no Congresso -, Eduardo Paes, em vez de Fernando Gabeira (PV), que também militou vários anos no PT do presidente.

A decisão do governante pode deixar a impressão de que está em aparente contradição com a ideologia dos eleitores de seu próprio partido.

Alguns integrantes do PT, como a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, expressou apoio a Gabeira, reconhecido militante de esquerda e ex-combatente contra o regime militar.

Além disso, Paes, que já foi do PSDB, foi um feroz adversário do Governo Lula na época dos escândalos do mensalão que custaram o cargo de vários de seus ministros.

O peemedebista apoiado agora pelo presidente venceu o primeiro turno com 31,98% dos votos, enquanto Gabeira recebeu 25,61%. As últimas pesquisas revelam um empate técnico entre ambos.

Em Belo Horizonte (MG), o candidato de Lula, Marcio Lacerda, militante do opositor PSB, quase conquistou a Prefeitura no primeiro turno, mas agora perde terreno para seu adversário, Leonardo Quintão (PMDB).

A situação se repete em Porto Alegre, onde o PT reuniu esforços para recuperar a Prefeitura, mas que, apesar do apoio do presidente, parece que permanecerá nas mãos do atual prefeito, José Fogaça (PMDB), a não ser que a petista Maria do Rosário, atrás nas pesquisas, dê uma reviravolta inesperada.

O segundo turno será realizado nas cidades com mais de 200 mil eleitores nas quais nenhum candidato obteve a metade mais um de votos na primeira votação.

No total, cerca de 27 milhões de brasileiros estão convocados a votar no domingo para escolher os prefeitos desses municípios.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host