UOL Notícias Notícias
 

15/01/2009 - 15h45

Gaza arde em chamas com avanço de Israel ao centro da capital

Saud Abu Ramadan.

Gaza, 15 jan (EFE).- Gaza ficou cercada por chamas hoje, após o Exército de Israel iniciar seu avanço rumo ao interior da capital da Faixa, onde bombardeou uma sede da ONU, um hospital e um centro que abrigava diversos veículos de imprensa internacionais.

Colunas de fumaça subiram após os bombardeios que apoiaram a tomada dos bairros periféricos da cidade por parte de tropas e veículos blindados israelenses, que pela primeira vez penetraram no núcleo urbano, de onde fugiram milhares de habitantes.

Até a tarde de hoje, 20º dia da ofensiva israelense, 26 palestinos havia morrido nos ataques, entre eles o ministro do Interior do Governo do Hamas, Said Siyam, atingido por um bombardeio no norte da Faixa.

Siyam morreu após um ataque israelense ao edifício de três andares em que se encontrava, segundo testemunhas, cuja versão foi confirmada pouco depois por porta-vozes oficiais do Hamas, especificando que no bombardeio também morreram um irmão e um filho do dirigente islamita.

Em seu avanço, as tropas israelenses cercaram a casa de outro chefe do movimento islamita, Mahmoud Zahar, máximo ideólogo do Hamas em Gaza e que permanece em paradeiro desconhecido.

Porta-vozes militares israelenses não quiseram confirmar se a atual operação terrestre é o início do ataque final contra o Hamas, após quase três semanas do começo da ofensiva e se nos próximos dias as tropas tentarão chegar ao centro da capital.

Hoje, já chegaram lá seus projéteis de artilharia de 155 milímetros, que desde fora da Faixa atingiram a sede principal da agência da ONU para os refugiados, UNRWA (na sigla em inglês), provocando ferimentos a três pessoas e danos incalculáveis.

"A ajuda humanitária que entrou em Gaza nos últimos dias está ardendo", disse o porta-voz da agência, Adnan Abu Hasnan.

Junto com ela, arderam os depósitos de combustíveis reservados para a mudança da ajuda humanitária da ONU, no momento em que o secretário-geral da organização mundial, Ban Ki-Moon se reunia em Tel Aviv com a ministra israelense de Relações Exteriores, Tzipi Livni.

As forças israelenses também dispararam contra o hospital Al Quds no bairro de Tel Hawa, no leste da Cidade de Gaza, que recebeu quatro dos cerca de 50 tiros que as tropas israelenses dispararam nas suas imediações.

"Ocorreram várias explosões nos prédios do hospital, em onde em uma das paredes há um grande buraco. Há muita confusão", disse à agência Efe a voluntária australiana Sharon Locke, do interior do centro hospitalar.

"Algumas pessoas trataram de escapar e outras de entrar no hospital e buscar refúgio", explicou Locke, especificando que um dos projéteis alcançou o edifício onde se armazenavam os remédios, destruídos pelo fogo.

No interior do hospital permanecem encurraladas cerca de 500 pessoas e, segundo disse a voluntária duas horas depois do ataque -que aconteceu ao meio-dia (pelo horário local, 8h de Brasília)-, atiradores de elite do Exército não deixavam então que ninguém saísse do local.

"Não sabemos qual é a situação dos 500 pacientes, enfermeiras e pessoal médico", afirmou o diretor do hospital, Omer El-Azayza, de fora do complexo hospitalar.

A artilharia israelense ainda bombardeou um edifício de 14 andares na mesma área e no qual se concentram as sedes locais de dez de meios de comunicação internacionais, entre eles as redes de televisão ocidentais "Fox", "Sky News" e "RTL".

Dois repórteres fotográficos palestinos que trabalham na televisão de Abu Dhabi -capital dos Emirados Árabes- ficaram feridos.

O boletim de guerra diário do Exército israelense fala em mais de 110 alvos atacados por ar desde a meia-noite, assim como em dezenas de confrontos armados por toda a Faixa e dentro da capital , que provocaram a fuga de milhares de civis.

Com os de hoje, chega a 1.063 os palestinos mortos em Gaza desde 27 de dezembro, enquanto se agrava o problema dos desabrigados em seu interior pela fuga em massa de população após o começo do avanço das tropas israelenses pela área urbana.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host