UOL Notícias Notícias
 

22/01/2009 - 09h14

Sérvia protesto contra Força de Segurança do Kosovo

Belgrado, 22 jan (EFE).- A Sérvia protestou à Otan e à ONU pela formação da Força de Segurança do Kosovo (FSK), que considera ilegais e paramilitares, declarou hoje seu ministro de Relações Exteriores, Vuk Jeremic.

Ele disse à emissora de televisão "Pink" que o presidente da Sérvia, Boris Tadic, enviou cartas de protesto aos secretários gerais da Otan, Jaap de Hoop Scheffet, e da ONU, Ban Ki-Moon.

Jeremic declarou que a formação da FSK representa um desafio direto à segurança nacional da Sérvia e à paz e a estabilidade na região da ex-Iugoslávia e da Albânia.

"Essa formação é uma violação da Resolução 1.244 da ONU. Usaremos todos os meios legais em defesa desta Resolução por negociações com as Nações Unidas", disse Jeremic, anunciando que viajará para Nova York na próxima semana uma viagem a Nova York.

A nova força kosovar, treinada pela Otan, e que terá 2.500 membros e 800 reservistas equipados de armas leves, assumiu ontem formalmente suas funções.

Jeremic afirmou que a formação do FSK é um elemento do plano de ex-mediador Martti Ahtisaari, rejeitado pela Sérvia e que nunca recebeu o sinal verde da ONU, embora tenha sido apoiado por diversas potências ocidentais.

"Infelizmente (...) a Otan pôs em função a FSK. Protestamos energicamente e o grau de nossas relações com a Otan não é igual ao de anterior à essa decisão", disse.

A cúpula da maioria albano-kosovar proclamou em fevereiro do ano passado a independência do Kosovo, que a Sérvia não reconhece e vê este território como sua província.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host