UOL Notícias Notícias
 

22/02/2009 - 18h25

Ex-ministro equatoriano qualifica Farc de "organização criminosa"

Quito, 22 fev (EFE).- O ex-ministro de Segurança Interna e Externa do Equador Gustavo Larrea, que admitiu ter se reunido com o ex-líder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) "Raúl Reyes", afirmou hoje que a guerrilha colombiana é uma "organização criminosa que, às vezes, usa o terror".

Em entrevista transmitida hoje pela televisão local "Ecuavisa", ele afirmou que se reuniu uma única vez com Reyes, mas não quis revelar o local do encontro.

Ao ser perguntado sobre se considera as Farc um grupo terrorista, o ex-funcionário qualificou a guerrilha de "organização criminosa".

"É uma organização criminosa, é uma organização guerrilheira que usa, às vezes, o terror", respondeu Larrea, que, no ano passado, negou ter se reunido com Reyes.

Hoje, o ex-ministro defendeu que não podia revelar a reunião com o guerrilheiro fora do país por questão de "segurança", mas destacou que tornou o encontro público assim que recebeu a autorização do presidente equatoriano, Rafael Correa.

Reyes morreu no dia 1º de março durante um bombardeio militar colombiano a uma base clandestina que as Farc tinham instalado na zona equatoriana de Angostura, na divisa com a Colômbia.

Correa considerou que a ação colombiana violou a soberania equatoriana, e, em 3 de março, o país rompeu relações diplomáticas com a Colômbia, as quais ainda não foram restabelecidas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host