UOL Notícias Notícias
 

08/03/2009 - 20h16

Líbia processará Suíça por detenção de filho de líder líbio

Genebra, 8 mar (EFE).- A Líbia apresentará um requerimento judicial contra as autoridades de Genebra pela detenção de Hannibal Kadafi - filho do líder líbio -, Muammar Kadafi, e de sua esposa, em julho do ano passado.

Ambos são acusados maus-tratos físico por dois empregados.

"O Estado líbio, Hannibal Kadafi e sua esposa vão apresentar uma denúncia perante o tribunal de Primeira Instância de Genebra", disse o advogado do Governo líbio para este caso, Charles Poncet, à agência de notícias suíça "Ats".

Ele explicou que a ação será apresentada nos próximos 15 dias.

A imprensa suíça informou que a Líbia alegará que a Suíça violou a Convenção de Viena sobre relações consulares.

A detenção ocorreu quando Hannibal estava em Genebra com a esposa, grávida de nove meses e que devia dar à luz na cidade do lago Lemán.

Eles foram interrogados pela Polícia e o filho do presidente líbio passou uma noite na prisão, enquanto a esposa recebeu permissão para voltar a seu hotel em vista de seu avançado estado de gestação.

A Líbia exige da Suíça desculpas públicas e o pagamento de uma indenização que iria a um programa de ajuda para crianças.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host