UOL Notícias Notícias
 

15/03/2009 - 08h11

R.Unido estuda fixar preço mínimo para bebidas alcoólicas

Londres, 15 mar (EFE).- O Governo britânico estudará uma iniciativa de seu principal assessor em assuntos médicos, que propõe fixar um preço mínimo para as bebidas alcoólicas, com o objetivo de combater o abuso do consumo de álcool no país.

A proposta de Liam Donaldson, assessor que teve papel fundamental na elaboração da lei que proíbe fumar em lugares públicos, determinaria que uma lata de cerveja não poderia ser vendida por menos de 1 libra (US$ 1,4) e que uma garrafa de vinho não deveria custar menos de 4 libras (US$ 5,6).

Donaldson, que incluirá sua recomendação no relatório anual publicado pelas autoridades de saúde britânicas, afirma que esta política de preços diminuirá o consumo em 7%.

Um porta-voz do Departamento de Saúde disse à "BBC" que não se descartou "empreender ações sobre o álcool barato. Claramente, está relacionado com um maior consumo por parte das pessoas e com o conseqüente dano que isso causa à sua saúde".

O porta-voz esclareceu que as decisões serão tomadas também "levando em conta o impacto econômico que podem ter neste momento de dificuldade" e que serão estudadas todas as variáveis para adotar medidas "apropriadas, justas e eficazes".

O sistema nacional de saúde britânico estima em 2,7 bilhões de libras (US$ 3,77 bilhões) o custo relacionado ao abuso de álcool no Reino Unido e afirma que a receita hospitalar em relação a esse consumo duplicou na Inglaterra desde 1995.

O número de mortes relacionadas ao álcool também dobrou desde o início dos anos 90, até chegar a cerca de 9 mil mortos ao ano.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host