UOL Notícias Notícias
 

18/04/2009 - 08h02

Braço armado do Fatah rompe com milicianos do libanês Hisbolá

Gaza, 18 abr (EFE).- As Brigadas dos Mártires de al-Aqsa, braço militar do movimento palestino Fatah, anunciaram hoje o rompimento de seus laços com os milicianos xiitas do grupo libanês Hisbolá.

Em nota à imprensa, o grupo armado palestino disse ter enviado uma carta ao presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP) e líder do nacionalista Fatah, Mahmoud Abbas, informando-o da decisão.

"Recusamo-nos ser uma ferramenta palestina em mãos de estrangeiros que jogam com os interesses nacionais palestinos e com as relações entre os palestinos e o resto do mundo árabe", diz o texto.

A decisão das Brigadas dos Mártires de al-Aqsa é anunciada duas semanas depois de as forças de segurança egípcias terem detido membros do Hisbolá em território egípcio que supostamente planejavam cometer atentados contra alvos israelenses na região do Sinai.

Sobre o episódio, o Hisbolá garantiu que seus membros estavam no Egito para ajudar a resistência armada palestina em Gaza.

"O que aconteceu no Egito é claramente uma tentativa do Hisbolá de jogar com a segurança nacional egípcia, o que contradiz totalmente os mais altos interesses nacionais palestinos", diz a nota do braço militar do Fatah.

"Éramos e ainda continuamos sendo uma parte nobre do movimento de libertação nacional palestino Fatah, que tem como estratégia refutar qualquer ingerência estrangeira em assuntos internos palestinos", diz o comunicado das Brigadas .

Esta semana, os islâmicos do Hamas negaram qualquer ligação com célula do Hisbolá desmantelada no Egito.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,48
    3,144
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,53
    75.604,34
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host