UOL Notícias Notícias
 

30/05/2009 - 07h36

Obama pede aprovação de Sotomayor no Supremo

Washington, 30 mai (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu hoje ao Senado que, "sem demora", aprove a indicação da juíza de origem porto-riquenha Sonia Sotomayor para a Suprema Corte dos Estados Unidos.

No programa de rádio que faz aos sábados, Obama enalteceu não só o histórico profissional de Sotomayor como também a figura da advogada, criada no Bronx e filha de pais que chegaram a Nova York depois da Segunda Guerra Mundial.

Caso seja confirmada no Supremo, Sotomayor, de 54 anos, substituirá o juiz David Souter, que este ano decidiu se aposentar após quase duas décadas de serviços à mais alta instância da Justiça americana, integrada por nove membros vitalícios.

"Após avaliar muitos candidatos excelentes, tenho certeza que esta é a decisão correta. Em várias gerações, não houve um candidato que oferecesse o grau de experiência judicial para este cargo que ela oferece", afirmou Obama.

"Espero que o processo de confirmação comece logo", acrescentou o presidente.

Obama agradeceu o apoio que a indicação de Sotomayor recebeu de parte da comunidade judicial. No entanto, admitiu que a nomeação da juíza recebeu a oposição de setores mais conservadores.

"Com certeza, há algumas pessoas em Washington que estão tentando delimitar as linhas de batalha e promover os jogos políticos habituais, tirando alguns comentários de seu contexto para pintar um quadro distorcido dos antecedentes da juíza Sotomayor", declarou o presidente.

Porém, Obama demonstrou estar confiante no fracasso destas manobras. Para ele, os empenhos de Sotomayor "falam mais alto que qualquer ataque". "Os antecedentes dela deixam claro que é justa, imparcial e dedicada ao império da lei", afirmou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host