UOL Notícias Notícias
 

23/06/2009 - 02h40

Internautas chineses criticam software contra pornografia

Pequim, 23 jun (EFE).- Faltando uma semana para que o filtro contra pornografia chinês entre em vigor, aumentam as críticas dos internautas do país sobre este software.

Em populares fóruns, a maior comunidade de internautas do mundo (300 milhões) colocou dúvidas sobre as verdadeiras intenções deste filtro, criticando seu funcionamento, e inclusive o considera um "roubo" aos contribuintes.

Um internauta que conta sua experiência após testar o filtro assegura que a cada três minutos seu computador "trava, provavelmente para mandar informações privadas".

"A pornografia é apenas um pretexto, também procura temas 'sensíveis' que considera ruim para os usuários", queixa-se outro internauta, que ainda aponta a possibilidade de que o filtro não se limite somente a combater o conteúdo erótico.

"É uma vergonha que se utilize o dinheiro dos contribuintes para manipular a sociedade", assinalou outro internauta, que assinou como "Aiaidemei".

Críticas e insultos ao Ministério da Tecnologia e Indústria da Informação, responsável pela polêmica medida que entra em vigor no dia 1º de julho, estão em vários sites chineses.

O Governo dos Estados Unidos chegou a expressar às autoridades do gigante asiático sua "preocupação" com o polêmico software.

O Governo chinês se defende afirmando que o filtro tem como objetivo proteger especialmente os menores de idade.

Além disso, afirmou que, apesar de o arquivo estar instalado em todos os computadores vendidos no país (inclusive os importados), sua execução será opcional.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h49

    0,32
    3,139
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h55

    -0,51
    75.615,31
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host