UOL Notícias Notícias
 

12/07/2009 - 08h24

Irã diz que libertação de iranianos não terá efeito nas relações com EUA

Teerã, 12 jul (EFE).- A libertação de cinco supostos diplomatas iranianos detidos pelo Exército americano em 2007 no norte do Iraque não terá nenhum efeito nas relações entre Irã e Estados Unidos, afirmou hoje o ministro de Assuntos Exteriores iraniano, Manouchehr Mottaki.

Em declarações à imprensa durante a recepção de boas-vindas feita hoje para os cinco cidadãos iranianos no aeroporto internacional de Teerã, o chefe da diplomacia iraniana acusou o presidente americano, Barack Obama, de continuar as mesmas "políticas selvagens" de seu antecessor, George W. Bush.

"A libertação dos diplomatas iranianos não terá nenhum efeito nas relações entre Teerã e Washington", afirmou Mottaki.

"Foi um ato selvagem e a República Islâmica do Irã sustentará seu direito a continuar este assunto" pela via jurídica, disse.

Os cinco cidadãos iranianos chegaram hoje a Teerã, quase três dias depois que o Exército dos EUA os entregou ao Governo iraquiano.

Três deles tinham sido detidos em janeiro de 2007 dentro do consulado do Irã na cidade curda de Erbil, enquanto os outros dois foram detidos na mesma zona e no mesmo ano.

As tropas americanas, que não reconhecem seu status diplomático, os acusavam de colaborar com a insurgência xiita no Iraque.

Irã e EUA romperam laços diplomáticos em abril de 1980, após consolidado o triunfo da Revolução Islâmica que retirou do poder o último xá da Pérsia, o pró-ocidental Mohammed Reza Pahlevi.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,31
    3,266
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,60
    62.662,48
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host