UOL Notícias Notícias
 

21/07/2009 - 22h22

E-mails apontam que Farc forneceram US$ 300 mil a campanha de Rafael Correa

Bogotá, 21 jul (EFE).- Cinco frentes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) forneceram aproximadamente US$ 300 mil à campanha eleitoral do presidente equatoriano, Rafael Correa, segundo e-mails encontrados nos computadores do chefe rebelde morto "Raúl Reyes" e divulgados hoje pelo canal "RCN".

A frente 48 das Farc, que opera no departamento de Putumayo, que faz fronteira com o Equador, foi a que forneceu mais dinheiro à campanha de Correa, em sua maioria proveniente do narcotráfico, precisaram fontes oficiais ao canal.

Um dos e-mails encontrados nos computadores de "Raúl Reyes", como Luis Edgar Devia era conhecido, para antigo líder das Farc, Pedro Antonio Marin, conhecido como "Tirofijo", diz que o dinheiro seria entregue a Núbia Calderón, conhecida como "Esperanza", contato dos rebeldes com delegados da campanha de Correa.

"Cordial saudação, Edgar já tem os US$ 100 mil para a campanha de Correa. 'Esperanza' os levará a Quito e estamos prontos para falar sobre o plano de cooperação na fronteira", diz a mensagem enviada por "Raúl Reyes" a "Tirofijo".

Em outro dos e-mails, Jorge Briceño, conhecido como "Macaco Jojoy", assegura que serão entregues US$ 300 mil, dos quais US$ 100 mil já tinham sido fornecidos.

"O bloco oriental doou US$ 50 mil e o sul US$ 20 mil, ficam US$ 30 mil para os cinco blocos restantes. Estes se devem à frente 48", segundo a mensagem.

As autoridades colombianas disseram ao "RCN" que os dólares para a campanha de Correa provêm de operações do narcotráfico da frente 48 das Farc no sul do país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    11h50

    0,35
    3,168
    Outras moedas
  • Bovespa

    11h54

    0,46
    74.787,42
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host