UOL Notícias Notícias
 

02/08/2009 - 06h59

Número 2 do trabalhismo diz que não se pode deixar os homens governarem sós

Londres, 2 ago (EFE).- A "número dois" do Partido Trabalhista e Líder da Câmara dos Comuns, Harriet Harman, defende que os principais postos do Governo sejam compartilhados entre pessoas dos dois sexos, porque na sua opinião "não se pode deixar que os homens governem sós".

Em uma entrevista a "The Sunday Times", Harman revela que tentou transformar essa ideia em realidade quando há dois anos propôs ao partido que institucionalizasse a divisão de cargos entre homens e mulheres, mas nesse momento a iniciativa foi rejeitada por considerá-la algo secundário.

Além disso, segundo declarou ao jornal uma fonte trabalhista, se percebeu como uma tentativa da deputada de escorar sua candidatura à liderança da legenda, após ter chegado ao segundo posto em uma eleição interna em junho de 2007.

Apesar de tudo, Harman, que costuma substituir o primeiro-ministro, Gordon Brown, em sua ausência na Câmara dos Comuns, acredita que é improvável que volte a haver uma equipe exclusivamente masculina na cúpula do Partido Trabalhista.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host