UOL Notícias Notícias
 

07/08/2009 - 19h15

Seguidores de Zelaya dizem que presidente volta ao poder "em breve"

Tegucigalpa, 7 ago (EFE).- Cerca de dois mil seguidores do presidente deposto de Honduras Manuel Zelaya se manifestaram hoje de novo em Tegucigalpa para exigir a restituição ao poder do líder e alguns afirmaram que isso acontecerá "em breve".

"Sabemos que o país vive uma situação preocupante e muito difícil, mas se resolverá à medida que aumentar a pressão internacional", disse à Agência Efe Marco Antonio Velázquez, vice-ministro de Obras Públicas do Governo de Zelaya.

O presidente foi expulso do país pelos militares e destituído pelo Parlamento em 28 de junho.

Velázquez é um dos manifestantes que hoje protestaram no extremo leste de Tegucigalpa durante duas horas, o que interrompeu o tráfego de veículos com esta região do país, que leva à fronteira com a Nicarágua.

"O retorno do presidente Zelaya será em breve, teremos ele em não mais de dez dias", disse Velázquez, enquanto cumprimentava Fredis Cerrato, ministro da Indústria e Comércio do governante deposto.

Os manifestantes gritaram frases contra o novo presidente hondurenho, Roberto Micheletti, que substituiu Zelaya por designação do Parlamento.

Também expressaram sua rejeição ao chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, o general Romeo Vásquez, a quem culparam pelo golpe de Estado contra Zelaya.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,12
    3,283
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,05
    63.226,79
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host