UOL Notícias Notícias
 

24/09/2009 - 09h18

Presidente suíço se reúne com Kadafi para resolver crise diplomática

Genebra, 24 set (EFE).- O presidente da Suíça, Hans Rudolf Merz, se reuniu hoje com o líder líbio, Muammar Kadafi, para tentar resolver a crise diplomática entre os dois países e conseguir a libertação de dois cidadãos suíços retidos em Trípoli há mais de um ano.

A reunião ocorreu em Nova York à margem da Assembleia Geral da ONU, confirmou o Ministério das Finanças suíço, do qual Merz é titular.

Segundo uma nota oficial, Merz "exigiu o retorno imediato" dos dois suíços que foram impedidos de sair da Líbia, como vingança de Kadafi pela breve detenção de um de seus filhos em Genebra, em julho do ano passado.

Os dois dirigentes políticos abordaram a normalização das relações bilaterais e a maneira de colocar em prática o acordo que assinaram com esse fim em agosto, que incluiu as desculpas oficiais da Suíça pelo ocorrido com Hannibal Kadafi.

Além disso, foi definida a criação de uma comissão arbitral que deverá avaliar a atuação da Polícia de Genebra nessa detenção, motivada pelas denúncias de dois empregados domésticos que o acusavam de maus-tratos durante sua estadia na cidade.

Essa comissão, para a qual Líbia e Suíça já elegeram um representante cada - que, por sua vez, devem escolher um terceiro de comum acordo -, ainda não começou a funcionar.

Segundo a nota oficial suíça, Muammar Kadafi se comprometeu perante Merz a realizar pessoalmente esforços para que os suíços em questão retornem a seu país.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    10h50

    -0,14
    3,142
    Outras moedas
  • Bovespa

    10h54

    0,38
    68.977,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host